6.22.2008


Estou cansado e procuro-te onde te deixei. Não estás, e sei que mesmo que estivesses não estarias. Não te mereço. Estou cansado e tenho tudo por arrumar, por catalogar. Fazes-me falta! Não sei onde te buscar, não sei de ti! Não sei de mim. Estou cansado. Tudo tem contornos de incerteza. Não te mereço. Mesmo. Pareço um dia que misturou as quatro estações. Nunca choro! Recordo a magia do teu beijo. Estou sem sentido, sem rumo, sem âncora. Não quero a sombra daquele dia, quero a luz da noite em que te tive e a loucura exaltante de não poder adormecer no chão olhando o tecto porque o coração pairava acima de nós…
Estou tão cansado.
Fazes-me falta!


Foto from olhares.com

8 comments:

Jus d'espoir said...

Um dia Miguel Torga escreveu:

Súplica
Agora que o silêncio é um mar sem ondas,
E que nele posso navegar sem rumo,
Não respondas
Às urgentes perguntas
Que te fiz.
Deixa-me ser feliz
Assim,
Já tão longe de ti como de mim.

Perde-se a vida a desejá-la tanto.
Só soubemos sofrer, enquanto
O nosso amor
Durou.
Mas o tempo passou,
Há calmaria...
Não perturbes a paz que me foi dada.
Ouvir de novo a tua voz seria
Matar a sede com água salgada.


Sempre tens belas palavras. abraço

testaravida said...

Lindo... das coisas mais bonitas que li!

Anonymous said...

Vou passando por aqui na esperança de encontrar palavras como estas. Tens um dom e com ele tornas mais bonitos os meus dias ao ler-te.
CrisTina

jorgeferrorosa said...

Encantos sem limite, palavras que me preenchem que tocam pela sua magia, pela sua entrega na profundidade daquilo que se pretende dizer. Gostei muito dos teus escritos, sem dúvida, um motivo para vir aqui muitas vezes.
E como dizes: "Estou cansado e procuro-te onde te deixei." Isto diz-me muito, mas muito mesmo. E depois finalizas com "Fazes-me falta!", aqui relembro Inês Pedrosa e outras situações. Belo, continua a escrever. Continua mesmo, é maravilhoso ler o que escreves.
Abraço grandalhão.

Caderno da Alma

Anonymous said...

Um dia encontraras alguem à altura de receber tudo isso que tu tens para oferecer e sem saber será a pessoa mais feliz do mundo! Não tenho qualquer duvida disso!

Lindo, como sempre...

Ana

Luís Filipe C.T.Coutinho said...

transparente


abraço

Jus d'espoir said...

Espero que este silêncio seja o renovar dessa virtude que possuis em passar para a escrita esse atropelar de sentimentos.
abraço

ivone said...

sem comentário possível ao teu registo tão pessoal